Veias e gravidez

Pernas cansadas, pesadas ou inchadas

Veias e gravidez

Estresse venoso na gestação

Muitas mulheres sofrem de pernas pesadas, cansadas ou inchadas durante a gestação. A causa são as alterações no equilíbrio hormonal, que fazem as veias ficar mais distensíveis. Esta situação é agravada pelo aumento no volume de sangue - em cerca de 20 por cento, mesmo durante os primeiros meses de gravidez.

Muitas gestantes não percebem que, durante a gravidez, as veias precisam trabalhar mais do que antes. Isto se deve ao ganho de peso, às alterações hormonais, ao aumento do volume de sangue no corpo e à pressão do bebé na região pélvica.

Início e sintomas de estresse venoso

O ganho de peso também aumenta a pressão sobre as veias das pernas. O sangue flui mais lentamente de volta para o coração, particularmente através das veias da perna. A distensão venosa também leva a uma situação em que as válvulas venosas deixam de fechar corretamente e o sangue é, então, incapaz de refluir. O sangue se acumula nas veias, o que é perceptível como picadas, coceira e dor nas pernas. Além do mais, o sangue acumulado faz vazar líquido para os tecidos circundantes, o que faz as pernas incharem, com os tornozelos se tornando particularmente grossos. Em resultado disso, podem se formar veias varicosas, o que deverá ser mostrado e monitorizado pelo ginecologista.

Cerca de metade de todas as mulheres desenvolvem veias varicosas em sua primeira gravidez, e até mesmo mais mulheres são afetadas na segunda gravidez.

O risco de trombose também aumenta: o risco de gestantes que sofrem uma trombose é três a cinco vezes superior ao das mulheres não grávidas. Na verdade, este risco continua aumentando ainda mais até seis semanas após o parto - especialmente depois de cesárea ou de perda de sangue intensa.

Exercício físico e esporte: como reduzir o estresse venoso na gravidez

Você pode ajudar o trabalho das veias com exercício físico e esporte, como exercícios pré-natais, caminhadas, natação e ciclismo, porque o transporte de sangue de volta ao coração é impulsionado principalmente pela ação dos músculos da perna, a chamada bomba muscular. Água fria faz com que os vasos se contraiam e promove o melhor transporte do sangue. Pisar água em uma bacia Kneipp ou chuveiros frios para as pernas são ideais para isso.

Dicas para o cotidiano

  • Evite ficar sentado ou em pé por longos períodos
  • Eleve as pernas com dores e inchadas tantas vezes quanto possível
  • Certifique-se de que bebe líquidos suficientes
  • Não use sapatos com saltos altos
  • Fortaleça suas veias com exercícios venosos
  • Use vestuário de compressão, para ajudar o sistema venoso

Este estresse acrescido pode até ter consequências para mulheres que nunca tenham demonstrado quaisquer sinais de insuficiência venosa antes. As pernas incham e as chamadas 'varizes na gravidez' se desenvolvem, o que, muitas vezes, mas não sempre, desaparece novamente após o parto. Não é raro que a gravidez seja o início de uma doença venosa permanente, especialmente em mulheres com fatores de risco adicionais - tecido conjuntivo frouxo hereditário, ou excesso de peso.

Prevenir com compressão

Prevenir com compressão

 

As meias de compressão são uma espécie de talentos multifunções que garantem que suas pernas se mantêm saudáveis e atraentes. E, claro, você ainda pode manter seu próprio estilo pessoal, uma vez que as meias de compressão não se distinguem das meias e collants normais, e estão disponíveis em várias cores e variedades. Classe de compressão 1 é suficiente nesta fase. Classe de compressão 2 pode ser usada para problemas venosos existentes ou grandes acumulações de líquido aquoso.

As meias devem ser usadas ​a partir do terceiro mês de gestação até dois meses após o parto, ou até o final da amamentação. Seja um collant com seção pélvica confortável para a barriguinha, meias à altura da coxa ou meias à altura do joelho, seu médico e seu revendedor de produtos médicos terão todo o gosto em aconselhá-la sobre como encontrar as meias corretas para as suas necessidades.

Além disso, no hospital ou na clínica obstétrica são tomadas medidas preventivas de tromboses, se necessário. Estas consistem em vestuário de compressão especial, meias de profilaxia de trombose, exercícios e, possivelmente, também no tratamento com medicamentos anticoagulantes.

Se você está planejando um parto em casa ou um parto em ambulatório, consulte o seu médico em tempo útil para se informar de possíveis precauções. Sintomas nas pernas não voltam a surgir mais tarde em mulheres maioritariamente jovens. No entanto, todas quantas sofrem de pernas inchadas devem ser examinadas pelo médico, para descobrir se por trás dos sintomas existe uma doença venosa grave.

Gravidez e trombose

Regra geral, as gestantes correm maior risco de trombose. Esse risco aumenta ainda mais durante um período de até seis semanas após o parto. Uma trombose ocorre quando um coágulo bloqueia o sangue das veias. Isso causa congestionamento sanguíneo e pode levar a sérias consequências.

Praticando ginástica e exercício suficiente, e usando vestuário de compressão, você pode neutralizar o risco de trombose. Pessoas particularmente em risco podem ainda tomar medicamentos anticoagulantes. Também neste caso, é melhor informar-se com seu médico. Ele irá aconselhar você.

Pernas inchadas

Quase todas as mulheres gestantes sentem, pelo menos, um inchaço ocasional dos tornozelos, dos pés ou por toda a perna. Pernas inchadas podem ser um sinal que alerta para o início de doenças venosas. O melhor é perguntar sempre ao seu médico. Se necessário, ele pode prescrever meias de compressão médica.

Estrias

Em muitas gestantes, o rápido ganho de peso deixa suas marcas. Se o tecido conjuntivo for fraco, desenvolvem-se estrias, as chamadas striae gravidarum. Elas aparecem frequentemente nas pernas, bem como no abdómen e na cintura.

Massagens com escovas secas e massagens com óleos especiais podem ajudar a preveni-las. Calçar meias de compressão também pode ajudar a combater as estrias da gestação.

Varizes e veias tipo teia de aranha

Em muitas mulheres grávidas, podem se desenvolver varizes. Se desaparecerem novamente após o parto, elas são chamadas de ""veias varicosas da gravidez '. No entanto, elas nem sempre desaparecem.

Quem também tem tecido conjuntivo frágil ou excesso de peso pode desenvolver distúrbios venosos durante a gestação. Também aqui as meias de compressão ajudam a minimizar o risco dessas doenças.

Síndrome HELLP ou pré-eclâmpsia

Pernas mais grossas na gravidez também podem ser sinal da síndrome HELLP ou de pré-eclâmpsia. É essencial que você consulte seu médico, caso note isso.

Vestuário de compressão da medi

O médico fará o diagnóstico e poderá prescrever dispositivos médicos da medi, se necessário. Seu revendedor de produtos medicinais fará os ajustes individuais em você.

Rate this Content

 
 
 
 
 
 
 
Rate
 
 
 
 
 
 
10 Rates
62 %
1
5
3.1